• - Nota Fiscal e Conhecimento de Transporte Autorizado

    Nota Fiscal e Conhecimento de Transporte Autorizado

    O EDIG recebe uma sinalização do ERP com a informação que uma ou mais notas fiscais ou conhecimentos de transporte podem ser enviados. Em seguida, faz a leitura destas notas e conhecimentos no Banco de Dados e monta um arquivo XML para envio. Este arquivo é assinado digitalmente e enviado a SEFAZ para autorização. A SEFAZ retornará um protocolo de recebimento que o EDIG irá utilizar para consultar se a Nota Fiscal ou Conhecimento de Transporte foi autorizado. Após o recebimento da autorização da NF-e ou do CT-e, é emitido automaticamente o DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) ou a DACTE (Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico) e em seguida transmitido o XML via e-mail para o cliente. Para finalizar, o EDIG retorna uma sinalização para o ERP informando que a Nota Fiscal ou Conhecimento de Transporte foi autorizado. Com isso, o ERP prossegue com o processo de faturamento.


    - Rejeição ou Denegação

    Sefaz

    O fluxo é o mesmo da autorização. A diferença acontece na rejeição ou denegação da Nota Fiscal ou Conhecimento de Transporte pela SEFAZ, ao invés da autorização. Nesse caso, o EDIG não faz a impressão e envio do XML para o cliente. Será feito a sinalização ao ERP da rejeição/denegação. Com isso, o operador de faturamento deverá corrigir os erros, no caso da rejeição, e solicitar novamente o envio para SEFAZ.


    - Contingência

    NF-e

    A legislação prevê o funcionamento em contingência da Nota Fiscal Eletrônica e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (ex.: pela queda do link de internet da empresa). Neste caso, o EDIG permite trabalhar com todos os modelos de contingência: (Formulário de Segurança FS/FS-DA, DPEC ou SCAN)

    Neste modo, as notas fiscais ou conhecimentos de transporte não serão enviados para SEFAZ diretamente. Caso seja FS/FS-DA a nota ou conhecimento será impresso antes de enviado, o EDIG fará tudo automático sem necessidade de intervenção do usuário. Para o DPEC o funcionamento é similar, o EDIG fará o envio para os servidores do DPEC, caso receba a pré-autorização, fará a impressão e depois tentará mandar para a receita estadual automaticamente. Com SCAN o EDIG enviará para o servidor de contingência da receita automaticamente, basta o ERP faturar com uma série acima de 900.

    * Para o CT-e a Receita ainda não disponibilizou todos os modelos de contingência.

    Ed. New Tower Plaza
    Av. Duque de Caxias, 882 - 5 Andar
    Telefone: 44 3033-6300
    Maringá - PR
    www.db1.com.br
    Desenvolvimento